DIÁLOGO DA MEMÓRIA

 

Na Feira do Livro da Corunha tivem  o prazer de assistir ao diálogo entre Antón Riveiro Coello e Chisco Fernández Naval, autores de dous romances de grande sucesso: Laura no deserto, de Antón (Galaxia, 2012), e A noite branca, de Chisco ((Xerais, 2012), marcados polo leitmotiv da memória, a guerra, a mulher e a visão do que pudo ter sido.

 

Os autores fechavam assim um ciclo de diálogos que eles mesmos mantiveram em diferentes localidades com este formato, dirigido e moderado esta vez por Xerardo Agrafoxo.

Eis algumas frases tiradas do que ali foi, através do ar:

“Toda novela é um exercício de memória” (Antón Riveiro Coello)

“Somos o que lembramos, mas também somos o que esquecemos ou o que nos fam esquecer” (Chisco Fernández Naval)

“A memória da tribo é a memória da mulher” (Chisco Fernández Naval)

Esta entrada foi publicada en A Libreira, Afonso Morán, António Gil Hernández, Ciranda, Claudio Rodríguez Fer, Cultura, Cunqueiro, Fundación Vicente Risco, Haberá Primavera, Humberto Morán, José A. Lozano Chiqui, Letras galegas, Livraria Á lus do candil, Livraria Carricanta, Livraria Suévia, mercedes rodríguez bolaño, Na prensa, Nunca Máis, Presentación, Prestige, Radio, Recital, Roberto Somoza, Xosé Taboada. Garda a ligazón permanente.